Distúrbios do Sono

 Pneumo - saiba mais sobre...

 

Bronquites Não-Alérgicas

O que é Bronquite?

Bronquite é a inflamação dos brônquios, tubos ou canais pelos quais o ar chega até os alvéolos (tecido pulmonar onde ocorre a troca gasosa).

Quando esses tubos estão com alguma infecção ficam edemaciados (inchados) e produzem muco (catarro) espesso. Isto pode tornar a respiração difícil.

Quais os tipos de Bronquite?

Bronquite aguda - geralmente é causada por vírus ou bactérias. Dura diversos dias até semanas.

Bronquite crônica - A principal causa é o cigarro, mas a poluição atmosférica também pode ser contribuinte em algumas cidades. Caracteriza-se pela tosse geralmente com expectoração, na maior parte dos dias, durante pelo menos 3 meses por ano, por 2 anos consecutivos. Tem períodos de piora, muitas vezes devido infecção viral ou bacteriana associada. Atualmente, faz parte de uma síndrome chamada DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica).

A inflamação brônquica ou bronquite pode, ainda, ser devido à alergia, sendo uma das causas mais frequentes entre crianças e adolescentes. Neste caso, recebe o nome de ASMA ou bronquite alérgica. Neste tópico falamos apenas das bronquites de causa não-alérgica.

Como é feito o diagnóstico de Bronquite?

O médico é capaz de realizar o diagnóstico através da história clínica dos sintomas associado ao exame físico. Uma radiografia do tórax geralmente se faz necessária para concluir se a doença se agravou para pneumonia.O médico poderá também solicitar outros exames complementares, tais como:

  • Exame do escarro para a identificação do germe envolvido.
  • Análise do sangue poderão identificar que sinalizem infecção viral ou bacteriana.
  • Espirometria, que mede a capacidade e função pulmonar

Qual é o tratamento da Bronquite aguda?

Uma grande parte dos casos de bronquite aguda é causada por vírus e, por isso, é auto-limitada, ou seja, resolve-se por si própria no decorrer de poucos dias ou numa semana, independente do uso de medicamentos. Nestes casos, o uso de antibióticos (medicamentos que combatem bactérias) normalmente não ajudam. Eles também não aliviam a tosse, nem encurtam o tempo da doença. Entretanto, a outra parte dos casos é causada por bactérias e o uso de antibióticos é fundamental para o tratamento, impedindo que a doença evolua para uma pneumonia, por exemplo. Cabe ao médico fazer a correta distinção entre as causas e decidir pelo melhor tratamento.

Na maioria das vezes, devem ser adotadas apenas medidas para o alívio da tosse. Para isso, podem ser utilizados mucolíticos que são medicamentos que facilitam a expectoração do muco produzido pela doença. Esses mucolíticos podem ser utilizados através de xaropes, comprimidos (efervescentes ou não), pó dissolvido em água ou soluções para colocar em nebulizadores.

Também é importante lembrar que a cessação do fumo torna a cura mais rápida.

Ainda em relação ao tratamento, o uso de broncodilatadores (os mesmos usados em casos de asma) através de nebulizadores pode ser útil no alívio do desconforto respiratório que eventualmente surja no curso da enfermidade.

Sedativos da tosse poderão ser utilizados se o médico que assiste o paciente julgar conveniente. A pessoa nunca deve se automedicar, pois correrá o risco de agravar sua situação clínica.

Qual é o tratamento da Bronquite crônica?

Atualmente, a bronquite crônica faz parte de uma síndrome chamada DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica). Este assunto é abordado no TEMA específico (clique aqui).

 



R. Peixoto Gomide, 515, Conj 74 - Jardim Paulista, São Paulo-SP. CEP: 01409-001.
Tel: (11) 2507-5896 / 3774-5896 | Copyright © 2010 www.pneumo.com.br
Design by Dr Marcelo Andrade | Supported by www.uolhost.com .br
Estrutura Pacote Web 1.0 - Customizado